Ghost

recomendamos

Putz! Que eu faço agora?

Como contar ao pai do seu filho (mesmo que ele seja um babaca).

(Leia até o final, post MUITO útil nesse momento!)

                  

Um belo dia você se sente mal, a menstruação atrasa, seu corpo muda e você resolve tirar a dúvida da cabeça: “Será que estou grávida?”.

Compra o teste mais barato que tem na farmácia (antes que perguntem: de R$10 a R$20), toma coragem, faz xixi no potinho, e então… tchãraam! Duas tiras surgem no filete… é, cara amiga… tenho uma notícia pra você:  Você está grávida! (Faça o teste de sangue e passe por um ginecologista após isso, ok? É de graça e alguns saem em 1 hora.)

Digamos que na melhor das hipóteses você está tentando engravidar a muito tempo, é casada, tem um emprego dos sonhos e todos esperam que você tenha logo um bebê, se esse é teu caso: PARABÉNS! Nem precisa mais consultar esse tumblr.

Mas, como nada é perfeito (e como aconteceu comigo), muitas vezes o filho é inesperado e você não sabe como lidar com isso.

Na hora a vista fica escura, o coração ou para ou dispara, bate AQUELE desespero e um pensamento recorrente “Putz! Que eu faço agora?”. 

Se você está em dúvidas entre contar a sua família antes ou depois do pai da criança: primeiro conte ao pai do seu bebê. Assim você terá uma posição ao contar a sua família, se o cara vai ou não assumir e etc… E eles poderão te ajudar a resolver isso melhor.

(Eu pensei em fazer um texto sobre “como ficar feliz mesmo em desespero!”, mas é impossível estar bem até ver a reação de todo mundo que importa, então, farei textos de como contar para o pai da criança, posteriormente como contar para a família e amigos, e depois vou fazer um texto de como enfrentar a sociedade… afinal, você ficará no estado em que a soma desses permitir.)

Ler mais

volte sempre!